Porquê você precisa conhecer este lugar

14. set

Edimburgo é linda e aconchegante. É uma daquelas cidades que nos fazem sentir em casa. Sem mencionar o cheirinho delicioso de malte que exala das destilarias.

Pontos turísticos que indico

Castelo Edimburgo que domina a cidade do alto da Castle Rock, foi residência dos reis e rainhas escoceses, palco de intrigas e de guerras, abriga as joias da coroa escocesa; catedral de St. Giles, a primeira construção é do século 9; Palácio Holyroodhouse com a abadia em ruínas e o parque onde fica Arthur’s Seat (Trono de Arthur), uma colina de onde se pode observar toda a cidade e que foi perpetuada no filme “Coração Valente”; Monumento a Sir Walter Scott, grande poeta escocês, com uma torre de mais de 60 metros (287 degraus) de onde também se tem uma bela vista local; National Gallery com obras que vão do renascimento ao pós-impressionismo; Parlamento Escocês, com mais de 300 anos, mas instalado em um edifício moderno em frente ao Holyroodhouse; Princess Street, a principal rua comercial da cidade com apenas um lado, do outro ficam os jardins onde acontecem muitos festivais no verão; a Royal Mile, ou milha real que vai desde a esplanada do castelo até o Holyroodhouse; Royal Yacht Britannia, que foi o palácio flutuante da família real entre 1954 e 1997 e que hoje está ancorado em Leith, distrito portuário de Edimburgo, onde também fica o Ocean Terminal, ótimo shopping center por onde se entra no barco. Você pode também fazer excursões de um dia ou dois ao Lago Ness e às Higlands. Além disso, há destilarias que podem ser visitadas, passeios a pé pela Edimburgo secreta e o Pub Crawl, um passeio guiado por diversos pubs com direito a uma bebida em cada um!

Como administrar os gastos durante a viagem

A libra inglesa é aceita em toda a cidade, mas o troco pode vir em libra escocesa, tente gastá-las antes de ir embora. Como é uma cidade pequena, não há necessidade de usar o transporte público, a menos que se vá a Leigh. Mas tenha em mente que não é uma cidade das mais baratas.

Minha melhor experiência gastronômica durante a viagem

Apesar de ter jantado no Number One, famoso e estrelado restaurante do Balmoral Hotel, minha melhor experiência é a cafeteria do The Hub, centro de artes instalado em uma antiga igreja. Lugar aconchegante, descontraído e com comidinhas incríveis. Aconselho, fica logo abaixo do castelo.

Meu momento mais marcante, a lembrança mais feliz

Uma noite gelada, não saímos e ficamos no bar do hotel brincando de mímica e bebericando um pouquinho de cada whiskey e finalizando com Glayva, um licor delicioso de… whiskey.

Não recomendo

Haggis… a celebrada comida escocesa, a preferida de Robert Burns, que é o principal prato em 25 de janeiro, a festiva Burn’s Night!

Minha descoberta e o que a viagem me agregou

 

Apesar do que falam por ai, o sotaque escocês não é incompreensível e é bem musical. Nem sempre devemos acreditar em tudo o que falam, é muito melhor ir até lá para conferir!

Minha conexão imediata com um lugar visitado e o desejo de voltar

O luar acima do castelo, tanto no inverno quanto no verão.

O texto acima é baseado em experiências pessoais da Dri Polacco, agente Voage.