Estocolmo, Suécia

10. jul

Porquê você precisa conhecer este lugar
Das três capitais da Escandinávia, Estocolmo, capital da Suécia é, de longe, a mais bonita. No verão então, é simplesmente deslumbrante, dourada. A cidade faz parte do Arquipélago de Estocolmo e ocupa 14 das 24 mil ilhas que o compõem. Além de toda a beleza, a quantidade e diversidade das atrações é enorme: do Museu do ABBA ao Järnpojke, o menino de ferro, uma escultura de 15cm.

Pontos turísticos que indico
Poderia fazer uma lista quase infinita, mas não se pode deixar de explorar Gamla Stan, a cidade velha, onde fica o palácio real, a Storkirkan, catedral Luterana, o Museu Nobel, o Järnpojke, uma das ruas mais estreitas do mundo, a Mårten Trotzigs Gränd. A prefeitura e seu salão Azul, onde acontece a entrega do Prêmio Nobel. O Museu da Cidade, o Moderna Museet, o Museu Nacional, o Nordiska que conta a história cultural sueca, o Vasa, que mostra e conta a história um navio que afundou em 1628 e foi resgatado praticamente inteiro, e o Skansen, museu a céu aberto que mostra a vida nas diversas regiões do país. Além disso não deixe de vistar o mercado de Östermalm, com produtos frescos e diversos restaurantes e o Kungsträdgården, um lindo parque que também tem a mais linda estação de metrô da cidade. Aliás, as estações de metrô valem um longo passeio, das 100 estações, 90 possuem algum tipo de obra de arte, comece pela T11, a linha azul. Ah, claro, um passeio de barco é imprescindível mesmo no inverno.

Como administrar os gastos durante a viagem
A Suécia é o mais barato dos três países da Escandinávia, a diferença do resto da Europa Central você talvez sinta nas refeições. Os museus e atrações têm valores equivalentes e as lojas, em sua maioria são as mesmas do resto da Europa, então os preços são os mesmos. A Suécia não adotou o Euro e 10SEK (coroa sueca) equivale aproximadamente a 1EUR. O grande problema pra nós, brasileiros, é que não se usa dinheiro vivo na Suécia, só cartões e aplicativos. Como pagamos uma alta taxa pelo uso dos cartões, sugiro um cartão pré-carregado de débito.

Minha melhor experiência gastronômica durante a viagem
Fika! Fika! A Fika é uma instituição nacional. Não é só o momento do café ou outra bebidao, é um ritual. É aquele momento em que tira para uma conversa com os amigos ou colegas de trabalho, onde você fala de coisas pessoais. Normalmente é um café bem generoso acompanhado dos rolinhos de canela suecos (com massa de macadâmia e amêndoas), mas pode ser qualquer bebida e qualquer doce. Pode acontecer em qualquer lugar e a qualquer hora. Mas nunca deixe de saborear um salmão em um restaurante de Gamla Stan.

Meu momento mais marcante, a lembrança mais feliz
Uma manhã fria no Kungsträdgården seguida por um almoço-concerto na Kungliga Opera, a Ópera Real Sueca. Uma refeição incrível ao som de Beethoven.

Não recomendo
Estocolmo é uma cidade segura e linda. Os suecos são ótimos, mas muito reservados, portanto, deixe que eles falem com você, respeite seu espaço e procure sentar em lugares vazios no transporte público. O distanciamento social, tão divulgado em tempos de pandemia, é observado por lá há muito tempo. E, se for à casa de alguém, lembre-se que a primeira coisa a fazer é tirar os sapatos. NUNCA, nunca mesmo, use sapatos dentro de casa.

Minha descoberta e o que a viagem me agregou
A cidade é uma mistura de tradição e modernidade, uma cultura rica, bem diferente da nossa.

Minha conexão imediata com um lugar visitado e o desejo de voltar
As estações de metrô escavadas na pedra, principalmente T-Centrale, Solna Centrum, Västra skogen, Rådhuset e a incrível Kungsträdgården. Desejo de voltar? Sempre, afinal o namorado mora lá!

O texto acima é baseado em experiências pessoais da Dri Polacco, agente Voage.
Dicas Voage #7 de 20 de julho de 2020.